Programa Desmatamento Evitado

Programa Desmatamento Evitado, anteriormente denominado Programa Adoção de Áreas, é um exemplo de ação bem-sucedida envolvendo a iniciativa privada para a conservação de áreas naturais ameaçadas.

Iniciado em 2003, o programa apresenta como principal objetivo a conservação dos últimos remanescentes em bom estado de conservação da Floresta com Araucária, estabelecendo um mecanismo de “adoção de áreas”, em que a SPVS identifica e cadastra proprietários, aproximando-os de empresas interessadas em apoiá-los, bem como a conservação dos remanescentes em suas propriedades.

Em 2007, o programa ganhou escala por meio de novas parcerias firmadas e, desde então, apresenta um resultado de mais de 4.500 hectares de remanescentes nativos conservados e cerca de 33 propriedades apoiadas – distribuídas nos três estados do sul do Brasil –, viabilizadas pelo apoio de 17 instituições.